A FRASE DE UM GRANDE AMIGO:

VOCÊ CONFIA EM MIM? DIAS DEPOIS ME CONVENCI DE QUE SÓ DEVO CONFIAR NA JUSTIÇA.

"Não se escravize às opiniões da leviandade ou da ignorância."
Não importa o que os outros pensam ou dizem de nós.
O que verdadeiramente importa é aquilo que realmente somos.
Tenha sua consciência tranquila, mesmo que seja condenado.
Não se esqueça de que Jesus foi condenado, e Herodes foi o vencedor momentâneo.
Mas responda: qual dos dois foi verdadeiramente o vencedor?
Fonte: Minutos de Sabedoria, C. Torres Pastorino

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

PARECE QUE A SEGURANÇA NO BRASIL VAI ENTRAR EM COLAPSO.

Polícia Civil do MA decreta greve e aprofunda crise na segurança

A Polícia Civil do Maranhão decidiu na noite desta segunda-feira, em assembleia, decretar uma greve por tempo indeterminado a partir de amanhã. Será a quarta categoria de profissionais da segurança pública a parar no Estado.
Prisão de PMs grevistas no Maranhão é improcedente, diz auditor
PMs em greve invadem Assembleia e mantêm vigília no Maranhão
Após a assembleia, os policiais seguiram em passeata, pelas ruas de São Luís, até a Assembleia Legislativa do Estado, onde policiais militares e bombeiros estão acampados.
PMs, delegados da Polícia Civil e bombeiros estão em greve desde a semana passada.
O policiamento das ruas da capital do Estado e das principais cidades do interior está sendo reforçado por homens da Força Nacional de Segurança e por soldados do Exército.
Os policiais civis reivindicam a abertura das negociações com o governo do Estado para um novo plano de cargos e salários para a categoria. De acordo com os policiais civis, em abril foi acordado com o governo a criação de uma comissão para discutir o assunto.
Os policiais civis estão solidários às reivindicações dos policiais militares e bombeiros, que pedem reajuste de 30%.
Segundo lideranças do movimento, metade dos policiais civis vão manter as atividades a partir de amanhã para atender casos urgentes e flagrantes.
Metade dos delegados da Polícia Civil também estão trabalhando. Eles reivindicam do governo o envio de uma proposta de emenda constitucional para a Assembleia Legislativa reconhecendo o cargo como sendo carreira jurídica.
O governo do Estado disse que está em estudo uma proposta de plano de carreira e realinhamento salarial para todo o funcionalismo, entre eles os policias civis e militares e os bombeiros. A proposta reivindicada pelos delegados, segundo a assessoria de comunicação do governo, já foi enviada à Assembleia. Fonte: Folha.com (SÍLVIA FREIRE)

ESSE JOVEM É MUITO BOM! NÃO DEIXE DE ASSISTIR.

sábado, 26 de novembro de 2011

A CRISE NO MARANHÃO TENDE A SE ESPALHAR.

Justiça decide: líderes dos militares não podem ser presos - Juiz Militar INDEFERE pedido de prisão

O juiz auditor militar Vicente de Paula Gomes de Castro indefiriu, agora a tarde, o pedido do comando da Polícia Militar do Maranhão, para que os líderes da greve da PM e do Corpo de Bombeiros fossem presos por crime de desobediência à Constituição, que não permite a greve de serviços considerados essenciais.

A informação foi comemorada pelos grevistas, que ainda estão acampados nas dependências externas da Assembleia Legislativa.
A decisão da Justiça Militar reforçou, mais ainda, a manifestação, que deve contar com o apoio de vários deputados federais do Maranhão e até de estados vizinhos.
 Os grevistas permanecem firmes na posição de só voltarem ao trabalho depois que for encontrada uma solução para acabar com a manifestação.
 fonte: Blog Louremar

RESPOSTA A UM AMIGO.

          Caríssimo M..., quando eu fui para o CBA, fui por ter sido considerado um dos melhores militares da região. Hoje saí do CBA como o pior, o que atrapalhava os planos. Pois é, não me arrependo de nada porque não posso ter vergonha de não ter o "rabo preso", pelo contrário tenho orgulho de mim. Não sentirei falta dos amigos porque estes sempre estarão no meu coração. Sei, tenho consciência de que sou um pouco chato, mas espero que compreendam que tudo para não ver um subordinado amigo tomando um esporro, que é pior que uma prisão. Tudo que aconteceu durante suas férias será levado à justiça e espero contar com todos como testemunha, Eu só preciso disso. Farei tudo isso não por mim, mas por um Corpo melhor do que o que eu encontrei.
          Todos sabem do meu caráter e sabem também que eu prefiro a morte do que me curvar diante da injustiça e da ilegalidade. Tenho uma esposa, um filho e outro está com 5 meses, caso eu fique inerte não serei digno de com eles conviver, porque o homem pode perder tudo, menos a sua honra.
          Forte abraço e conto com sua compreensão quando tive que mostrar a atitude de um verdadeiro subtenente.

Policiais se reúnem com governadora para decidir greve no Maranhão

Agentes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros se reúnem neste sábado (26), com a governadora Roseana Sarney, para decidir sobre a greve da categoria, que começou na quinta-feira (24).
Na sexta-feira (25), eles se reuniram com uma comissão de deputados mas nada ficou decidido. eles continuam acampados dentro da Assembleia Legislativa, mesmo com o fato de o Tribunal de Justiça ter considerado a paralisação ilegal. O órgão informou que os sindicatos das categorias serão multados em R$ 200 por cada policial que aderir à greve.
Se a greve não for encerrada neste sábado, a Polícia Civil também poderá aderir ao movimento. Uma assembleia foi agendada pelos representantes grevistas para a próxima segunda-feira (28).
Os PMs querem aumento salarial de 30%, que é referente às perdas dos últimos três anos, segundo eles. Entre outros itens na lista de reivindicações estão: modificações de critérios de promoção e reorganização do quadro de oficiais, implementação de jornada de trabalho de 44 horas semanais e eleição do Comandante Geral da Polícia Militar.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A CHAPA ESTÁ QUENTE NO MARANHÃO.

Corregedoria Militar pede prisão de líderes do movimento

A Corregedoria da Polícia Militar pediu a prisão de quatro líderes do movimento de paralisação dos militares na tarde desta quinta-feira. O pedido foi encaminhado à Justiça Militar e deve ser apreciado até amanhã pelo juiz auditor militar Vicente de Paula Gomes de Castro. O pedido alega desobediência por contrariar a Constituição, que proíbe a greve para militares no Brasil.
Antes de decidir, Vicente de Paula pediu parecer ao Ministério Público Militar sobre o assunto.
Já na manhã de hoje, o Tribunal de Justiça do Maranhão acatou liminar impetrada pelo Governo do Estado pedindo a ilegalidade da greve. O desembargador Stélio Muniz determinou imediata suspensão da paralisação dos policiais militares e bombeiros, sob pena de multa diária de R$ 200 para cada integrante do movimento grevista.
                Mesmo assim, os militares insistem na paralisação e não deixam o acampamento que armaram na frente da Assembleia Legislativa do Estado. Chamam familiares e passaram o dia articulando mais adesões ao movimento. Eles devem passar mais uma noite por lá. "A família maranhense está aqui", disse cabo Roberto Campos, diretor de articulação política do movimento, com relação a presença de familiares na vigília.

Sem prisões
O advogado-chefe do movimento, William Dourado, informou que até agora não há militares presos. E disse ter conhecimento do pedido de prisão para os líderes. "Não tem ninguém preso. Houve apenas um pedido de prisão preventiva. Mas nenhum dos nossos integrantes está realmente preso", comentou.

Colaborou Vanessa Moreira Fonte: O Imparcial

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

VOCÊ ESTÁ CONVIDADO!

DIA 24/11/2011-ABI(Associação brasileira de imprensa),às 18h.
End:Rua Araújo Porto Alegre,71-Centro.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

A TRAIÇÃO DE JUDAS!

Qualquer semelhança entre as atitudes de judas e as de um grande amigo é pura coincidência.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

PARA REFLETIR.

Pessoa com falta de caráter... não merece respeito....
É melhor sofrer com dignidade, do que ser (falsamente ) feliz, com despeito!!

QUANTOS MÍNIMOS GANHARÁ O SOLDADO DO RIO DE JANEIRO?

Salário mínimo: governo atualiza valor para R$ 622 em 2012

O governo elevou o salário mínimo para 2012 de R$ 619,21 para R$ 622,73. O novo número consta no ofício que o Ministério do Planejamento enviou ao Congresso nesta segunda-feira (21) com a atualização dos parâmetros econômicos utilizados na elaboração da proposta orçamentária do próximo ano (PLN 28/11). A diferença de R$ 3,52 deve-se à revisão do INPC deste ano, que reajusta o mínimo (veja quadros abaixo).
A proposta orçamentária foi elaborada com uma previsão de INPC de 5,7%. O número, somado à taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010, que foi de 7,5%, projetou um mínimo de R$ 619,21 no projeto original, equivalente a um aumento nominal de 13,6%. A atualização elevou a inflação para 6,65%. Com a mudança, o aumento nominal sobe para 14,26% frente ao valor atual, que é de R$ 545.
A projeção de aumento do INPC impacta os benefícios assistenciais e previdenciários, iguais ou acima do mínimo. Para os benefícios da Previdência, a previsão de reajuste subiu de 5,7% para 6,3%, portanto, abaixo do INPC de 2011. No geral, o governo estima que os gastos com o Regime Geral da Previdência Social (RGPS) no próximo ano vão subir de R$ 313,9 bilhões, número que consta no projeto original, para R$ 320,4 bilhões. A diferença terá que ser coberta pelo relator-geral da proposta orçamentária, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP)...

Salmo 91 - Por Cid Moreira

JORNAL O POVO DIVULGA A REUNIÃO DO PRÓXIMO DIA 24.

http://1.bp.blogspot.com/-UIxf-RcwwRQ/Tsp-cRmeAFI/AAAAAAAABwg/TiPrZflHu6g/s1600/jopov.jpg

Direito de Greve e a Hierarquia e Disciplina. O AUTOR É JUIZ FEDERAL.

Por Marcus Orione Gonçalves Correia

O fim da greve de policiais civis em São Paulo trouxe à tona a discussão sobre o direito de greve de servidores públicos em geral e, em particular, de policiais. O debate é oportuno. Alguns alegam que a greve de policiais militares dos estados conspira contra disposição constitucional que versa sobre a hierarquia e a disciplina.

No entanto, quando se irrompe o movimento grevista, não há que falar em quebra da hierarquia, que se refere à estrutura organizacional graduada da corporação e que se mantém preservada mesmo nesse instante. A inobservância de ordens provenientes dos que detem patentes superiores, com a paralisação, caracteriza ato de indisciplina? Recorde-se que a determinação proveniente de superior hierárquico, para ser válida, deve ser legal. Jamais com base na hierarquia e na obediência, por exemplo, há que exigir de um soldado que mate alguém apenas por ser esse o desejo caprichoso de seu superior.

PMs e Bombeiros em frente à Assembléia do Maranhão, no dia da paralisação

Logo, se existem condições que afrontem a dignidade da pessoa humana no exercício da atividade policial, o ato de se colocar contra tal estado de coisas jamais poderia ser tido como de indisciplina. A busca por melhores salários e condições de trabalho não implica ato de insubordinação, mas de recomposição da dignidade que deve haver no exercício de qualquer atividade remunerada. Portanto, se situa dentro dos parâmetros constitucionais.

Quanto às polícias civis e federais, não há sequer norma semelhatne à anterior, até mesmo porque possuem organização diversa. No entanto, para afastar alegações de inconstitucionalidade da greve de policiais, o mais importante é que não se deve confundir polícia com Forças Armadas.

Conforme previsão constitucional, a primeira tem como dever a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. Já as segundas, constituídas por Exército, Marinha e Aeronáutica, destinam-se à defesa da pátria e à garantia dos Poderes, da lei e da ordem.

Às Forças Armadas, e somente a elas, é vedada expressamente a greve ( artigo 142, parágrafo 3º, inciso IV, da Constituição). Ressalte-se que em nenhum instante foi feita igual refer^`encia à polícia, como se percebe dos artigos 42 e 144 do texto constitucional. A razão é simples: somente às Forças Armadas não seria dado realizar a greve, um direito fundamental social, uma vez que se encontram na defesa da soberania nacional. É de entender a limitação em um texto que lida diretamente com a soberania, como a Constituição Federal.

O uso de armas, por si só, não transforma em semelhantes hipóteses que são distintas quanto aos seus fins. As situações não são análogas. A particularidade de ser um serviço público em que os servidores estão armados sugere que a utilização de armas no movimento implica o abuso do direito de greve, com a imposição de sanções hoje já existentes.

Não existe diferença quanto à essencialidade em serviços públicos como saúde, educação ou segurança pública. Não se justifica o tratamento distinto a seus prestadores. Apenas há que submeter o direito de greve do policial ao saudável ato de ponderação, buscando seus limites ante outros valores constitucionais.

Não é de admitir interpretação constitucional que crie proibição a direito fundamental não concebida por legislador constituinte. Há apenas que possibilitar o uso, para os policiais, das regras aplicáveis aos servidores públicos civis.

No mais, deve-se buscar a imediata ratificação da convenção 151 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que versa sobre as relações de trabalho no setor público e que abre possibilidade à negociação coletiva, permitindo sua extensão à polícia.

Uma polícia bem equipada, com policiais devidamente remunerados e trabalhando em condições dignas não deve ser vista como exigência egoísta de grevistas. Trata-se da busca da eficiência na atuação administrativa (artigo 37 da Constituição) e da satisfação do interesse público no serviço prestado com qualidade.
_________________________________________
Artigo publicado originalmente na Folha de São Paulo, dia 15 de novembro de 2010.

Marcos Orione Gonçalves Correia é doutor e livre-docente pela USP, professor associado do Departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social e da área de concentração em direitos humanos da pós-graduação da Faculdade de Direito da USP, é juiz federal em São Paulo (SP).

FONTE: http://policialbr.com/ Via Bombeiros do Brasil.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

terça-feira, 15 de novembro de 2011

ATENÇÃO SUL FLUMINENSE.

O encontro com os desembargadores será no dia 24/11/2011,na ABI(Associação brasileira de imprensa) ,na rua Araújo Porto Alegre,71, às 18h.
Certamente o discípulo de lucífer que estava na Lapa estará pelas redondezas, portanto quem tiver medo não saia de casa.

sábado, 5 de novembro de 2011

ANISTIA INTERNACIONAL ACABA COM OS BOATOS.

NOVOS SEGUIDORES.

Sejam bem-vindos novos seguidores! É sempre bom interagir com pessoas inteligentes.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

A FRASE DE UM AMIGO QUE SE ETERNIZARÁ.

VOCÊ CONFIA EM MIM?
DIAS DEPOIS ME CONVENCI DE QUE SÓ POSSO CONFIAR NA JUSTIÇA.
Por dedução, pouco a pouco todos saberão quem é o autor desta frase.
Bom dia a todos!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

AOS MEUS AMIGOS DO CBA SUL.

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...


Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...


Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...


Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!


A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...


Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...


Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...


Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!
Vinícius de Moraes

AINDA NÃO PERDI O MELHOR AMIGO.

          Caríssimos amigos, está sendo publicado no Boletim de hoje uma punição de três dias de detenção ao Subten FRANÇA. Quero aqui esclarecer que a Reconsideração de Ato será impetrada na quinta-feira.
Essa batalha jurídica administrativa está sendo travada entre amigos, pessoas que se respeitam e sem dúvida a justiça irá prevalecer.
          Tudo está sob controle e o subtenente só perderá o amigo se for ao Ministério Público da Auditoria da Justiça Militar. Forte abraço a todos.