A FRASE DE UM GRANDE AMIGO:

VOCÊ CONFIA EM MIM? DIAS DEPOIS ME CONVENCI DE QUE SÓ DEVO CONFIAR NA JUSTIÇA.

"Não se escravize às opiniões da leviandade ou da ignorância."
Não importa o que os outros pensam ou dizem de nós.
O que verdadeiramente importa é aquilo que realmente somos.
Tenha sua consciência tranquila, mesmo que seja condenado.
Não se esqueça de que Jesus foi condenado, e Herodes foi o vencedor momentâneo.
Mas responda: qual dos dois foi verdadeiramente o vencedor?
Fonte: Minutos de Sabedoria, C. Torres Pastorino

sexta-feira, 30 de março de 2012

Sermao da montanha parte 1

COMO JULGAR UM TRANSGRESSOR? VEJA AOS 2:42

DEZ ANOS DE ESPERA.

SEXTA-FEIRA, 30 DE MARÇO DE 2012

Justiça anula expulsão de líder de grevistas

 
A Justiça da Bahia anulou o ato administrativo que afastou do Corpo de Bombeiros o líder da greve de PMs, no início do ano. A PM disse que não foi notificada. Marco Prisco Machado está afastado desde 2002. O governo o acusa de fazer panfletagem durante mobilização em 2001. Ele nega. Prisco chegou a ficar preso por 43 dias e foi solto na semana passada.
Fonte: http://jornalsportnews.blogspot.com.br

domingo, 25 de março de 2012

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA VEM AO RJ DIA 29/03 PARA INVESTIGAR ILEGALIDADES E EXCESSOS COMETIDOS PELO GOVERNO CONTRA BOMBEIROS E PMs GREVISTAS.

Na próxima quinta feira, dia 29/03, uma Comissão composta por Deputados Federais, Representantes do Ministério da Justiça e da Secretaria Nacional de Direitos Humanos virá ao Rio de Janeiro ouvir Bombeiros, PMs, Advogados, Familiares e Parlamentares Estaduais sobre a repressão e todas as ilegalidades cometidas pelo Governo Cabral quando da Greve destas categorias.A proposta é convocar e reunir todos os Bombeiros e PMs que tenham sido presos, processados, transferidos arbitrariamente, expulsos e que estejam respondendo a processos disciplinares, sejam soldados ou oficiais, para discutirmos uma forma coordenada de defesa destas pessoas tanto na esfera política, quando na jurídico-institucional.O local deste encontro será na Sede do SINDSPREV-RJ, na Rua Joaquim Silva, 98A na Lapa. O horário confirmaremos na 2ª feira, pois aguardamos a marcação dos vôos dos Parlamentares para poder organizar aqui.Pedimos a todos que divulguem esta convocatória, que a compartilhem nos blogs de acesso a categoria para que possamos garantir a presença de todos. Será um momento importante na luta pela defesa de todos. Qualquer dúvida entrar em contato com 25881582 ou 1284.
Muito importante que os companheiros que comparecerem tragam cópias de seus procedimentos disciplinares para análise da Comissão.
DEPUTADA ESTADUAL JANIRA ROCHA

sábado, 24 de março de 2012

SILAS MALAFAIA.

          O Pastor Silas Malafaia informou hoje no seu programa das 12hs, na TV BANDEIRANTES, que no próximo dia 7 de abril (sábado) estará fazendo denúncias. O tema do programa será OS EVANGÉLICOS E A QUESTÃO POLÍTICA. Vamos conferir as denúncias do Pastor e tirar nossas próprias conclusões.

A VOLTA DE PRISCO.

Marco Prisco, líder da greve da PM, é liberado pela Justiça

Marco Prisco, líder da greve da Polícia Militar da Bahia, foi solto na tarde desta sexta-feira (23). O alvará foi concedido pela juíza Andréia Paula Matos Rodrigues de Miranda, da 2ª Vara Crime. De acordo com Eládio Mendes, advogado da Associação dos Policiais, Bombeiros e de Familiares (Aspra), outros 11 grevistas também foram liberados pela Justiça.

Todos eles vão responder ao processo em liberdade. As denúncias continuam correndo na Justiça Criminal. Os acusados podem comparecer as audiências, mas estão impedidos de deixar o país. Priso e os outros 11 grevistas devem responder pelos crimes de incitação ao crime, roubo ao patrimônio público e formação de quadrilha.

Segundo Eládio, outras quatro pessoas já haviam sido liberadas. Todas são ex-oficiais da Polícia Militar. Seis oficiais da ativa permanecem detidos no Batalhão de Choque. O processo contra eles corre na Justiça Militar.

Prisco estava detido no Complexo da Mata Escura desde o dia 09 de fevereiro, quando a Polícia do Exército e a Polícia Federal cumpriram os mandados de prisão expedidos contra ele, que ocupava, junto com dezenas de grevistas, a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba).

O ex-oficial da PM é presidente da Aspra, entidade que iniciou o movimento de greve na Bahia no dia 31 de janeiro deste ano.

quinta-feira, 22 de março de 2012

OAB E O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.

Ophir: OAB está muito preocupada com crise que envolve policiais e bombeiros


TERÇA-FEIRA, 20 DE MARÇO DE 2012 ÀS 17H29

Comissão de parlamentares denuncia ao presidente da OAB ilegalidades contra policiais e bombeiros - (Foto: Eugenio Novaes)


Brasília, 20/03/2012 - O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, afirmou hoje (20) após receber uma comissão de parlamentares e representantes de policiais e bombeiros, que a crise nessas forças, em função da baixa remuneração e das más condições de trabalho, está longe de ser solucionada no País, o que só acontecerá com uma política nacional de Segurança Pública coordenada envolvendo União e Estados. "Ela (a crise) pode voltar a eclodir a qualquer momento, pois a situação hoje, como se apresenta, é como uma tampa de plástico numa panela de pressão", alertou ele durante entrevista.

Ophir Cavalcante afirmou também que "preocupa muito à OAB" casos de ilegalidades denunciados pelos visitantes, que estariam sendo cometidos nas apurações sobre os recentes movimentos de policiais e bombeiros, como os da Bahia e Rio de Janeiro."A Ordem exige que essas apurações sejam feitas dentro do princípio da legalidade, sob pena de macularem a própria lógica do Estado democrático de Direito", cobrou o presidente nacional da OAB, destacando que há denúncias de que advogados não estão tendo acesso aos processos e de que Defensorias Públicas estão alegando falta de condições para defender os acusados - quando estão obrigadas por lei a fazê-lo se eles não têm como pagar advogado.

Participaram da reunião com Ophir Cavalcante, na Presidência do Conselho Federal da OAB, os deputados federais do PSOL Ivan Valente (SP), Chico Alencar (RJ) e Jean Wyllys (RJ); a deputada estadual do PSOL do Rio de Janeiro, Janira Rocha; o presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, Mendonça Prado (DEM-SE), e o sargento Walace, do Corpo de Bombeiros-RJ. Também o diretor tesoureiro do Conselho Federal da OAB, Miguel Cançado, participou do encontro.

Seguem as declarações do presidente nacional da OAB,durante entrevista, após a reunião com parlamentares:

"A Ordem dos Advogados do Brasil, após essa visita, mantém o seu estado de vigilância e de alerta a respeito dessa questão. A cries nas polícias militares em corpos de bombeiros, em função da baixa remuneração de seus integrantes, não está resolvida ou solucionada no Brasil. Ela pode voltar a eclodir, a qualquer momento, pois a situação hoje, como se apresenta, é como uma tampa de plástico numa panela de pressão. Esse sentimento de descontentamento pelas condições de trabalho e condições remuneratórias pode levar a outras crises, em diversos estados da Federação. É necessário que os governos comecem a pensar nessa questão de uma forma maior e não de uma forma superficial como pensada hoje. A cada crise, busca-se solucioná-la com paliativos ou mesmo com a criminalização dos movimentos sociais daqueles que defendem melhores condições de trabalho e de remuneração dos policiais e bombeiros do País. Portanto, é necessário que a União e os Estados se unam em torno de uma solução que passa, certamente, por uma coordenação nacional dessa situação e por uma solução que envolva a Segurança Pública como uma política de Estado em todo o País - e nisto está incluída a questão remuneratória.

Preocupa muito também à OAB as ilegalidades que vem sendo cometidas nas apurações sobre envolvimento de militares e bombeiros nesses movimentos. Tivemos noticiais de que os advogados, em muitos Estados, não estão tendo acesso aos autos para poder defender seus clientes, além de outros obstáculos. A Defensoria Pública do Rio de Janeiro, por exemplo, declarou que não tem condições de defender os policiais militares, quando é obrigação do Estado proceder à defesa de quem não tem condições de pagar advogado. Preocupa à OAB todas essas denúncias referindo a casos que não observam o devido processo legal. Até para os militares, há uma legislação. Em que pese haver uma legislação específica para os militares muito mais dura do aquela em relação aos civis, mas o fato é que há todo um procedimento que tem que ser obedecido. Mas a denúncias que nos chegam é de que tais procedimentos não estão sendo observados. Por isso, a Ordem exige que essas apurações sejam feitas dentro do princípio da legalidade, sob pena de macularem sob pena de macularem a própria lógica do Estado democrático de Direito".

Fonte:
http://www.oab.org.br/Noticia/23610/ophir-oab-esta-muito-preocupada-com-crise-que-envolve-policiais-e-bombeiros

domingo, 18 de março de 2012

DISSERTAÇÃO DE JEREMIAS.

Prezado leitor,
Após vinte longos anos de serviços prestados a PMERJ, e depois de muito refletir, em busca de respostas razoáveis para muitos questionamentos acerca da Corporação, percebi que ela em quase nada melhorou. Muito aquém ao que esperávamos. Mas pra que mudar? Qual sociedade desejaria tal mudança? Quem idealiza um policial correto, honesto, (pro)(e)ficiente? Somente uma fração muito inexpressiva desta mesma sociedade, que já se prostituía mesmo no ventre materno. Há mais de duzentos anos. Faço coro com aqueles que acreditam na operação padrão como instrumento capaz de incomodar a sociedade, mas acredito que a má formação que nós, policiais militares, recebemos no CFAP prejudica e até mesmo inviabiliza a realização desta empreitada. Deste modo, meu amigo, a razão me leva a compreender que somos o que somos não apenas por opção, mas porque alguém assim decidiu.. A monstruosa corrupção no seio da instituição é horripilante, entretanto, nenhuma medida tem sido tomada, de fato, para pelo menos diminuir seu crescimento, e mantê-la num nível aceitável. Assim ouso dizer, pois qual seguimento da sociedade é verdadeiramente puro? Nem o religioso! E ainda há outros. De que serve o talento, se a atriz é gostosa? Se o ator tem olhos azuis? Também é exemplo de desvio de conduta a não emissão da devida nota fiscal pelo taxista ou pelo motorista/cobrador de ônibus. Você, leitor, tem o hábito de exigir a nota fiscal referente àquele lanche, ou cafezinho, que consumiu estando de serviço ou de folga? Não precisamos ir muito longe. No seu batalhão, o cantineiro emite nota fiscal? Tudo isso parece exagero. E de fato o é, quando o sujeito que falha não é PM. Praça, pra ser mais preciso. Mas, considerando a PMERJ em sua inteireza, a corrupção tem lá a sua utilidade. Muita, ouso dizer. Tem a função de nos controlar, pois quando foi que você viu um policial conhecidamente digno assumir qualquer cargo/função. Não me lembro de ter visto tal coisa. Mas vi indignos oficiais e praças em posições privilegiadas. Uma multidão. Na verdade, o justo jamais se manterá no poder, visto não ter ele o rabo preso com o sistema. Tornando-se, por conseguinte, um entrave ao “bom funcionamento” desse câncer cuja cura é indesejada pela maioria. Quando menos esperar será julgado inapto para o cargo ou função. Festejadamente, tal notícia logo chegará. E apesar da indignidade que lhe caracteriza, assistiremos (a)o da banda podre, ainda que contrariados. Caro leitor, é bom que tenhamos uma visão clara e objetiva das nossas circunstâncias, pois somente de posse dela é que estaremos habilitados para lutar contra as coisas que são e reivindicar uma outra configuração institucional.

Ass. Sgt Jeremias

sábado, 17 de março de 2012

PARECE GUERRA FRIA, VAMOS VER ONDE VAI CHEGAR.

Globalitarismo da ONU versus Militares

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net 
Por Jorge Serrão
Não resta a menor dúvida de que a guerra psicológica permanente contra os militares, relacionando-os sempre a “crimes de tortura e abusos contra os direitos humanos” durante o governo dos presidentes militares (1964-1985), tem o único objetivo de ferir a soberania do Brasil. A mais recente manifestação das Nações Unidas, diretamente de Genebra, comemorando a esdrúxula ação do Ministério Público Federal contra o coronel Sebastião Curió é mais uma ação comprovada do globalitarismo contra as Forças Armadas –que são as responsáveis constitucionais por nossa soberania. 

Quem é o porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Rupert Colville, para se meter em assuntos internos do Brasil? Por acaso tal sujeitinho tem alguma representatividade para se meter em assuntos que dizem respeito ao nosso País. Mais grave ainda é o estrangeiro cagar sua coma lá de Genebra, para defender algo que é ilegal. A quebra da Lei de Anistia, que já foi claramente reconhecida por nosso Supremo Tribunal Federal. Só idiotas, petralhas e netos da meretriz têm a cara de pau de pregar que a Corte Interamericana de Direitos Humanos seja colocada acima de nosso STF.

A ONU e a tal Corte alegam que a nossa Lei de Anistia é inválida. Na visão dos globalitaristas, seguida por inocentes inúteis ou por agentes conscientes a serviço da Oligarquia Transnacional que mantém o Brasil eternamente colonizado, as investigações criminais e processos deveriam prosseguir. Estes inimigos internos e externos do Brasil conceberam a estúpida Comissão da Verdade – cujo presidente de honra deveria ser o boneco Pinóquio.

Uma Ação Direita de Inconstitucionalidade vai detonar tamanha aberração. O Inciso IV do Art. 4º, da Lei nº 12.528, de 18/11/2011, prescreve que: “Para execução dos objetivos previstos no art. 3o, a Comissão Nacional da Verdade poderá: IV - determinar a realização de perícias e diligências para coleta ou recuperação de informações, documentos e dados”. O totalitário texto autoriza, até mesmo, que a Comissão proceda à busca e apreensão de documentos em locais públicos e privados, bem como invasão de domicílios por ela julgados suspeitos sem prévia autorização judicial. Tal fato caracterizaria de forma evidente o crime de usurpação de função pública já que afrontaria o disposto no art. 144, §§ 1º e 4º, da Carta Magna.
Também é autoritário o § 3º do Art. 4º, da Lei nº 12.528, de 18/11/2011. Segundo ele, “para execução dos objetivos previstos no art. 3o, a Comissão Nacional da Verdade poderá exigir que seja “dever dos servidores públicos e dos militares colaborar com a Comissão da Verdade”. O texto stalinista deixa explícito que “servidores públicos e militares têm o dever de colaborar com a Comissão Nacional da Verdade”. Quem não “colaborar” com os integrantes da Comissão estará deixando de cumprir um dever. No caso dos militares, descumprir tal dever pode redundar em prisão disciplinar e perda de posto e patente pelo Superior Tribunal Militar – STM. 

O Brasil está em franco processo de destruição institucional, seja pelo sistemático desrespeito às Leis em vigor ou na malandra e conveniente interpretação dada as leis conforme a vontade dos detentores do poder. Tal processo interessa ao globalitarismo – cujo objetivo principal e imediato é impedir nossa soberania. Os militares são atacados por este motivo. O resto é conversa fiada.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 16 de Março de 2012.

domingo, 11 de março de 2012

WWW.TRIBUNAGERAL.COM MOSTRA A VERDADEIRA CONVERSA ENTRE PRISCO E SALOMÃO.


Segundo o TRIBUNA GERAL os fatos não aconteceram conforme fora noticiado pelo Jornal Nacional da Rede Globo. Todos devem ler e tirar suas próprias conclusões,.

sábado, 3 de março de 2012

MILITARES DO DF ESTÃO EM AÇÃO.

POLICIAIS E BOMBEIROS DO DF,DÃO MAIS UMA DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA E UNIÃO EM FRENTE AO PALÁCIO BURITI.

sexta-feira, 2 de março de 2012





CERCA DE 10 MIL POLICIAIS E BOMBEIROS FAZENDO HISTÓRIA.


Policiais e Bombeiros militares do DF se reunem pela 2ª vez em grande mobilização na praça do Buriti. Se o GDF achou que o movimento estaria esvaziado, SE ENGANOU.

DISCURSOS
Parlamentares se dirigiram aos presentes e firmaram compromisso com a categoria. Falaram : ERIKA KOKAI, IZALCI, TONINHO, CELINA LEÃO E WASNY e ELIANA PEDROSA. Os parlamentares presentes disseram que iriam até trancar a pauta da Câmara Legislativa se o governo não avançar nas negociações. Disseram também que não permitirão as TRANSFERÊNCIAS ILEGAIS de policiais e bombeiros por conta do movimento.
Policiais da Comissão Unificada também fizeram uso da palavra. Todos foram unânimes em reconhecer que a mobilização tem surtido efeito. Todos foram unânimes em reconhecer a insatisfação dos colegas e também a grandeza do movimento. 

DECISÕES
Continuamos mobilizados . Temos a legislação para usar, as redes sociais, a sabedoria e malícia para levarmos nosso movimento até que o GDF firme um acordo com as categorias. Foi decidido que o nosso próximo encontro será no próximo dia 15 de Março, às 9 horas da manhã na praça do Buriti.

LEGITIMIDADE
Ontem no plenário da comissões da Camâra Federal parlamentares reconheceram a legitimidade do nosso movimento e prometeram acompanhar as negociações.


ENCONTRO COM O GDF
O Secretário de Administração do Df , Wilmar Lacerda, deve agendar para a próxima semana o encontro para a formalização , através de portaria, do grupo de trabalho que participará das negociações com o governo. Estamos aguardando e MOBILIZADOS.

http://rededemocraticapmdf.blogspot.com/2012/03/policiais-e-bombeiros-decidem-continuar.html