A FRASE DE UM GRANDE AMIGO:

VOCÊ CONFIA EM MIM? DIAS DEPOIS ME CONVENCI DE QUE SÓ DEVO CONFIAR NA JUSTIÇA.

"Não se escravize às opiniões da leviandade ou da ignorância."
Não importa o que os outros pensam ou dizem de nós.
O que verdadeiramente importa é aquilo que realmente somos.
Tenha sua consciência tranquila, mesmo que seja condenado.
Não se esqueça de que Jesus foi condenado, e Herodes foi o vencedor momentâneo.
Mas responda: qual dos dois foi verdadeiramente o vencedor?
Fonte: Minutos de Sabedoria, C. Torres Pastorino

sexta-feira, 10 de maio de 2013

NA BAHIA OS POLICIAIS EXIGEM PARTICIPAÇÃO.


Pelo menos quatro mil PMs participaram da segunda assembleia da categoria em 2013. Os militares do Estado da Bahia marcaram novo encontro para às 15 horas do dia 11 de junho, data limite dada pela categoria para a implementação pelo Governo do Estado de três pontos votados na assembleia desta quinta-feira (09/05).
São eles a revogação imediata dos artigos quinto e segundo do decreto Estadual, publicado no Diário Oficial semana passada, que criou a Comissão de Modernização da PM. “Como foi feito não prevê a participação das entidades classistas. Nós queremos participar do embate e discussão para um novo modelo de polícia”, reclama o vereador soldado Prisco.
A categoria ainda quer o fim imediato da escala por ciclo de período imposta a categoria pelo Governo. “Só prejudica os militares. É preciso por fim imediatamente a escala enquanto se repensa um novo modelo de trabalho para os militares. Eles trabalham 20, 40 e até 60 horas a mais do que é previsto por lei. Um absurdo!”, denuncia o vereador soldado Prisco.
O terceiro ponto é em relação ao reajuste ao funcionalismo público. Os policiais querem impedir que o Governo do Estado tente retirar da Gratificação por Atividade de Polícia (GAP) IV o percentual a ser acrescido no soldo para equiparar ao salário mínimo.
A GAP IV é prevista na Lei 7.145/97, que foi publicada e não cumprida por mais de 15 anos. O benefício agora compõe a remuneração dos policiais. “Eles não podem dar o aumento tirando a GAP IV do cálculo. É direito adquirido”, reclama Prisco.
Fonte: www.asprabahia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário